Economia

Economia (11)

O banco liderado por António Ramalho gerou nos dois trimestres do ano resultados positivos, garantindo "o melhor resultado semestral desde a sua constituição", adianta em comunicado.O banco liderado por António Ramalho gerou nos dois trimestres do ano resultados positivos, garantindo "o melhor resultado semestral desde a sua constituição", adianta em comunicado.
Novo Banco gerou resultados positivos de 137,7 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, valor que compara com os 555,3 milhões de prejuízos registados no período homólogo de 2020.
Em comunicado divulgado esta segunda-feira, o banco sublinha que este é "o melhor resultado semestral desde a sua constituição, sendo o segundo trimestre consecutivo com resultados positivos".
Para este resultado positivo, contribuíram o crescimento de 9,7% do produto bancário comercial face ao período homólogo, os resultados de operações financeiras (mais 129,1 milhões) e a redução das imparidades e provisões constituídas no período (-254,5 milhões face ao primeiro semestre de 2020). e ainda pela perda no período homólogo de 260,6 milhões relativo à reavaliação dos Fundos de Reestruturação, revela o banco liderado por António Ramalho.
O produto bancário comercial ascendeu a 424,8 milhões de euros (mais 37,7 milhões face ao período homólogo), sustentado pelo crescimento da margem financeira em 33,6M€ (+13,1%) e pelo desempenho dos serviços a clientes (+3,1%).
Os resultados de operações financeiras foram positivos em 93,3 milhões, justificados pela evolução positiva das taxas de juro de mercado neste primeiro semestre de 2021.
Os custos operativos apresentam uma redução de 4,7% face ao período homólogo (menos 10 milhões), situando-se em 204,1 milhões. Esta performance "reflete, para além do investimento no negócio e na transformação digital, o foco na otimização de custos e a implementação de melhorias ao nível da simplificação e otimização dos processos, traduzindo-se numa melhoria dos rácios de eficiência", diz em comunicado.
No primeiro semestre de 2021, o montante afeto a imparidades e provisões totalizou 89,2 milhões, o que inclui 35,2 milhões de imparidade adicional no âmbito do contexto Covid-19, representando uma redução face ao período homólogo de -254,5 milhões.
FONTE:WWW.JN.COM

O mundo arrisca derrapar este ano para uma tragédia de fome "de proporções bíblicas" devido à pandemia de Covid-19. O alerta é das Nações Unidas (ONU) e baseia-se no novo Relatório Global de Crises Alimentares.

O ministro da Economia e Finanças anunciou na Assembleia da República que uma das primeiras medidas de mitigação do impacto da covid-19 na economia moçambicana, de relaxamento da política monetária, vai custar 40 biliões de meticais.

O grupo de doadores que coordena com o Ministério da Saúde (MISAU) a resposta ao Covid 19 em Moçambique já está a fazer o “procurement” directo para as necessidades de emergência no quadro da pandemia; ninguém está disposto a abrir a bolsa para injectar dinheiro em qualquer fundo de emergência gerido pelo Governo.

A União Africana nomeou um grupo de enviados especiais para mobilizar a comunidade internacional no apoio à economia dos países africanos que enfrentam a pandemia da doença covid-19.

Adriano Maleiane, ministro da Economia e Finanças, disse que o Governo só vai prestar garantias ao financiamento de empresas públicas que assegurarem o reembolso dos empréstimos, para evitar situações do passado.

Com a subida de preços, o custo de vida dos moçambicanos também subiu, em Março último, em relação a Fevereiro, relata o Índice do Preço no Consumidor (IPC).

O Governo moçambicano anunciou hoje a suspensão de cobranças no fornecimento de água nas zonas rurais até o fim do estado de emergência, que vigora durante o mês de abril.

Pelo menos um milhão de pessoas perderam os postos de trabalho, nas últimas duas semanas, na Europa, de acordo com os dados da Confederação Europeia de Sindicatos (CES) sobre o impacto da pandemia no mercado de trabalho, tema em destaque no programa 'Breves de Bruxelas".

A região dos Chifres Africanos foi atingida pela pior invasão de gafanhotos do deserto em 25 anos, afirmou a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Baixe nosso aplicativo:

 
 

Nosso contato

Maputo-Matola
Matola, Maputo 1114
Moçambique
Mobile: +258849431453
www.radiovivaaorei.com

Nossa missão

  • Levar a Palavra de Deus ao seu coração